Dicas para negociar o aluguel da sua sala de massagem

Dicas para negociar o aluguel da sua sala de massagem

Se você é massoterapeuta Autônomo Estabelecido ou MEI que têm o seu próprio espaço, e suspendeu seus serviços durante a pandemia do Corona vírus, este texto é pra você. 

Em grande parte das salas de massoterapia e estética os atendimentos estão suspensos, e mesmo aqueles profissionais que continuam atendendo, tomando todas as precauções para evitar o contágio, o número de atendimentos foi bastante reduzido porque os clientes também estão se isolando e evitando o contato social.

Se você é autônomo estabelecido ou MEI que têm o seu próprio espaço de atendimento provavelmente terá despesas com aluguel, contas de consumo e fornecedores vencendo nos próximos dias. Então como honrar com os custos de manutenção do seu espaço durante a quarentena se você não está gerando renda?

Vou te dar duas dicas:

1ª dica: Negocie o aluguel do seu espaço de trabalho.

Geralmente a maior despesa é o aluguel. Se você ainda não fez contato com o proprietário do imóvel, ou com a imobiliária, faça. De preferência através de e-mail para ter um documento registrado. Vou te dar sugestões de três opções de negociação:

  • Num primeiro momento você pode pedir isenção do aluguel pelo período em que seu espaço estiver fechado e você impedido de atender.
  • Pagar 50% do aluguel, dividido em X parcelas para começar a pagar assim que os atendimentos se normalizarem é um meio termo para locador e locatário.
  • Outra possibilidade é suspender o pagamento do aluguel agora e começar pagar parcelado depois que a epidemia passar.

É possível que a outra parte não aceite negociar, mas não creio que o proprietário queira ficar desalugado num momento desses, então tentem chegar num acordo ideal para ambas as partes. Encontre um valor razoável para que você consiga manter seu espaço sem deixar de honrar suas contas pessoais.

O Código Civil e a Lei do Inquilinato já falam que deve haver renegociação do contrato de locação de imóveis em caso de situações de força maior – e a quarentena imposta pelo governo se enquadra neste caso.  Além disso os proprietários levam a crise em consideração e a maior parte está aceitando negociar.

2ª dica: Reduza as contas de consumo e renegocie os boletos. Negociar uma redução nos pacotes de internet, TV a cabo, telefone. Se tiver boletos de materiais e equipamentos para vencer, pedir adiamento. Empurrar as despesas ao máximo pra quando os atendimentos normalizarem.

Responda nos comentários: Você já tentou negociar seu aluguel? Qual foi o retorno?

Se você gostou desse conteúdo e se achou que ele te ajudou de alguma forma deixe o seu comentário e vamos trocar experiências para juntos passarmos por este momento.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.